Sambistas apoiam Marcelo Crivela

1
20243

Representantes de diversas escolas de samba e de blocos carnavalescos estiveram, na noite desta sexta-feira (14), com o candidato da coligação Por um Rio Mais Humano, Marcelo Crivella para declarar apoio a sua candidatura a prefeito, na sede do PRB, em Benfica.  O presidente da Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa), Jorge Castanheira, lembrou que a prefeitura sempre apoiou o carnaval carioca, e não espera outra postura de Crivella, caso seja o novo prefeito da cidade:

mcecastanheira-768x512

– Agradeço aos prefeitos que sempre estiveram ao nosso lado. O senador Crivella sempre fez um grande trabalho nas comunidades, a raiz do samba. Tenho certeza que o senhor, com sua equipe de trabalho e como gestor competente que já demonstrou ser, continuará esse trabalho pelas escolas de samba. Não queremos nada em troca desse apoio, apenas carinho e atenção do poder público. Que o senhor seja iluminado para fazer o melhor pela nossa cidade. Tenho certeza que o senhor vai nos orientar a seguir o melhor caminho – afirmou Jorge Castanheira.

Presidente da escola campeã de 2016, Chiquinho da Mangueira falou em quebra de preconceito:

– Senador, a Mangueira este ano foi 10! O preconceito contra o senhor foi quebrado quando o senhor esteve na Liga e assumiu compromissos com o carnaval, uma das coisas mais sérias que tem no Rio de Janeiro. Meu compromisso nesse segundo turno é com o senhor, eu sou 10! A Mangueira é 10! O mundo do samba é 10! – resumiu Chiquinho.

Um dos articuladores do encontro, Paulo Viana, ex-presidente da Mocidade Independente de Padre Miguel, disse que Crivella vai abraçar o carnaval:

– Nosso objetivo era trazer o mundo do samba ao prefeito Marcelo Crivella que, tenho certeza, vai abraçar o carnaval carioca. Quem diz que o senador é contra o carnaval é que deve ser contra. O mundo do samba abraça o Crivella  – disse Paulo Viana.

mcemulatas-768x512

Um dos momentos mais descontraídos do encontro foi quando Crivella lembrou de uma conversa que tivera com a presidenta do Salgueiro, Regina Celi:

– Ela me perguntou se eu acabaria com o carnaval, caso fosse eleito prefeito. Aí comecei a cantar para ela (Crivella puxou o samba e foi acompanhado pelos presentes):

‘O lê lê,  o lá  lá
Pega no ganzê
Pega no ganzá’

‘Esta noite ninguém chora
E ninguém pode chorar
Que beleza
A nobreza que visita o gongá’

– Aí perguntei a ela de que ano era esse samba (Festa Para Um Rei Negro – Pega no Ganzê, de autoria de Zuzuca), e ela não soube dizer. Aí  disse a ela: ‘A senhora não sabe e eu é que quero acabar com o carnaval? – afirmou Crivella, sob intensos aplausos.

Tempos depois dessa conversa, hoje Regina Celi reconhece o valor de Crivella:

– Sem dúvida, o melhor candidato é  o Crivella. Temos que respeitar as diferenças. Hoje, o melhor é 10! O Acadêmicos do Salgueiro é 10! O Crivella é 10! – disse Regina Celi.

Demonstrando alto grau de humildade, Crivella fez um mea culpa sobre intolerância e preconceito:

– Quero que meu mandato fique marcado pela luta contra a intolerância. Hoje sou vítima dela, mas na minha mocidade cometi meus deslizes, todos nós cometemos nossos equívocos, cheguei a ser desrespeitoso contra alguns grupos religiosos, mas amadureci com o tempo. Hoje, sou um senador de dois mandatos, ficha limpa, e candidato a ser o prefeito de todos os cariocas, sem qualquer distinção. Ter sabedoria é saber respeitar e amar a todos – afirmou Crivella.

Durante o encontro, um grupo de oito passistas mirins da Imperatriz Leopoldinense, e representantes das escolas mirins Ainda Existem Crianças na Vila Kennedy e Pimpolhos da Grande Rio, se apresentaram para cerca de 500 pessoas, ao som do samba-enredo que homenageou a dupla Zezé di Camargo e Luciano no carnaval deste ano.

#RioComCrivella
#Crivella10

* Acompanhe também a campanha do candidato Marcelo Crivella nas redes sociais

Facebook: https://www.facebook.com/rede.crivella/
Twitter: https://twitter.com/MCrivella
Instagram: https://www.instagram.com/mcrivella/?hl=pt-br
Site: http://crivella10.com.br/

1 COMENTÁRIO

  1. Crivela já demonstrou o quanto respeita a cultura carioca quando, no primeiro ano de sua gestão, fez questão de ficar bem longe do carnavalinclusive, saindo do País. Agora, demonstrando mais uma vez , seu interesse pela cultura e respeitando o voto dos dirigentes carnavalescos que embarcaram nesta furada, resolve cortar a metade das verbas das agremiações do samba. Isso é que é respeito e gratidão pelos que o elegeram.

Deixe uma resposta